Apresentação

_DSF8114

Comemoramos em agosto de 2015 os 40 anos da Educação Física da UFF. Procuraremos delinear em poucas palavras parte do que pensamos, idealizamos e desenvolvemos na construção do que hoje é a parte da história do Instituto de Educação Física da UFF.
As concepções que adotamos desde o principio foram contra hegemônica o que nos levou a trilhar um caminho árduo e de muita luta. Nesse percurso sofremos derrotas e vitórias, no entanto, o mais importante foi termos sempre defendido o que acreditávamos. Apontar por exemplo às falácias sobre o esporte de alto nível na Universidade e defender o esporte como atividade, educacional, de lazer ou atividade de promoção da saúde, tem provocado reações que não mudaram desde os tempos da ditadura de 1964.
A Educação Física na UFF foi criada em 1975, no ambiente autoritário da ditadura civil militar. A lei que tornava obrigatória a Educação Física para os alunos de todos os cursos se fundamentava no modelo de esporte adotado pelas Universidades privadas americanas. Essas Universidades matriculam em seus cursos atletas das diversas áreas esportivas que concluem os graus precedentes. O objetivo dessas Universidades é o de se promoverem através do esporte. Esse modelo de esporte é excludente e reforça a lógica de que apenas os mais talentosos devem praticar essa atividade. Entendemos que o esporte deve ser para todos e para tal deve ser promovido com fins educacionais, de lazer e promoção da saúde. O que não quer dizer que tenhamos negligenciado as competições esportivas. Durante vários anos realizamos uma olimpíada interna que envolvia cerca de 1500 alunos. Infelizmente, mudanças nas políticas do MEC, incorporadas pela UFF nos fez abandonar esse projeto. Apesar da conjuntura adversa o professor Alfredo Gomes de Farias Junior, então responsável pela Coordenação de Educação Física da UFF, foi capaz de implantar uma proposta de resistência que privilegiava a participação de todos rejeitando o modelo excludente das equipes de alto nível.  Gradativamente fomos aperfeiçoando os métodos de ensino dos esportes que privilegiam, justamente, aqueles que não têm grandes habilidades, pessoas que não praticam esportes para serem atletas, mas que o fazem para melhorar sua aptidão física ou simplesmente pelo prazer da prática.

 

_DSF8113
O próximo passo dado, também no sentido da humanização da Educação Física, foi a criação de um curso em Educação Física Escolar em nível de lato senso, voltado para professores de Educação Física que atuam no Ensino Básico, preferencialmente público. Esse curso se baseia nos mesmos princípios que orienta a Educação Física para todos os alunos da UFF. Considerando que todas as crianças devem frequentar a escola entendemos que a maneira de democratizar a Educação Física é apresentar o nossa proposta de Educação Física para todos aos professores das escolas do Ensino Básico, tornando a disciplina mais inclusiva. Desde a sua criação o curso, que ainda vigora, já atendeu a cerca de mil professores.
No mesmo período que criamos o curso de Educação Física Escolar também idealizamos o Encontro Fluminense de Educação Física Escolar, que posteriormente viemos a implantar. Esse Encontro tem como objetivo promover a troca de experiência entre os professores das redes de Ensino Básico e os pesquisadores da área. O EnFEFE alem de ter a característica pedagógica de valorizar os relatos de experiência também oportuniza a iniciação acadêmica daqueles que escrevem seus primeiros trabalhos.

 

_DSF8141
O curso de Educação Física Escolar é na realidade um paliativo que tem como objetivo preencher uma lacuna do que consideramos que deveria estar sendo ensinado nos cursos de formação de professores. Tão logo nos consideramos em condições de criar uma graduação o fizemos com o objetivo de fazer o que acreditávamos que deveria ser feito. Nesse curso que segue a mesma lógica do início da Educação Física na UFF que foi gradativamente sendo aprimorada, procuramos colocar em prática a solução de vários problemas que identificamos na formação dos professores.  Procuramos estreitar a relação teoria e prática, realizar a interdisciplinaridade, tornar o leque de atividades esportivas mais abrangente, e formar alunos reflexivos e críticos, capazes de atuarem na realidade brasileira com a intenção de torná-la mais justa e mais igualitária.
Embora defendamos a liberdade da escolha dos temas de pesquisa, coerentemente, grande maioria das pesquisas realizadas por nossos professores seguem a nossas propostas aplicadas ao o ensino e nos projetos de Extensão que desenvolvemos.
Seguiremos a nossa trajetória procurando contribuir com humanização da Educação Física e da Sociedade brasileira, lutando contra as ideias de senso comum e transpondo as barreiras que nos são impostas pelas forças hegemônicas.

Últimas Notícias

Acesso à internet em todo o IEF/UFF

Acesso à internet em todo o IEF/UFF

Se encontra em andamento os procedimentos de implantação da estrutura[leia mais]
Calendários escolar e administrativo 2017

Calendários escolar e administrativo 2017

    Veja aqui os links para conferir o calendário escolar e[leia mais]